Quinta-feira, 17 de Setembro de 2009

O vídeo da compra dos votos

 

 

E não há lei?  Isto não é crime público? Então se a Lei obriga ao voto secreto no PCP o que diz quanto aos votos a "25-30 € conforme as pessoas", às chapeladas (uma dúzia de pessoas inscritas na morada desta militante que ela não conhecia de lado nenhum), além dos empregos de favor nas juntas de freguesia do PSD? O MP não investiga? O Tribunal Constitucional não anula as eleições em que se compraram votos se foi o caso? 

publicado por JTeles às 00:08
link do post | comentar
Terça-feira, 15 de Setembro de 2009

El golazo de Saviola

 

 

publicado por JTeles às 22:33
link do post | comentar
Segunda-feira, 14 de Setembro de 2009

A verdade a que temos direito

 Tirei do simplex esta preciosidade:

 

 

publicado por JTeles às 22:56
link do post | comentar
Sexta-feira, 4 de Setembro de 2009

Fez a Prisa muito bem!

Estou-me nas tintas para quem tomou a decisão de retirar Manuela Moura Guedes do ar. Sócrates diz que não foi ele. Paulo Portas insiste que sim. Manuela já respondera por antecipação que os seus patrões são estúpidos. O PSD diz não importa o quê. Fontes de Belém há mais de 24 horas que não dizem nada.

 

E depois? Cui bono, a quem aproveita o crime? - choraminga o blog do PS. Que seca! O que Sócrates devia dizer é que Manuela Moura Guedes teve o que merecia, aquilo era um arremedo de jornalismo, uma vilania irresponsável, uma cavalgada de ódio cego, sem freio nos dentes. Que o era. Liberdade de informação? A liberdade conquista-se, mas não se podem tomar liberdades com a liberdade. E era disso que se tratava.

 

Razão tem Emídio Rangel. Quem mandou parar a desvergonha, quem mais fez por isso - é indiferente. É bom que alguém, mais vale tarde do que nunca, tenha acabado com o destempero. Que os amigos e companheiros políticos da Manuela Moura Guedes tenham dito o que disseram sobre a liberdade de imprensa é que é preocupante.

 

Ou já chegámos... à Venezuela? Portas ou Louçã, quando ganharem as eleições, já faltou mais, exercerão o poder, através de programas televisivos como aquele da TVI?

 

O que isto me faz lembrar é a campanha contra Sarkozy quando era ministro do Interior e classificou os filhos de imigrantes que andavam a queimar carros de marginais.

 

Que o eram, os queimadores de carros, é evidente. Mas os imigrantes mobilizaram-se, exigiram desculpas, as Oposições pediram a demissão do Ministro. Sarkozy resistiu, aguentou firme: eram marginais, sim, senhor.

 

Foi aí que começou a ganhar as presidenciais que iam vir. Sócrates devia ter repetido que aquilo era um nojo e quem quer que tenha tomado a decisão de acabar com aquilo fez muito bem. 

publicado por JTeles às 12:36
link do post | comentar

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Dezembro 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30


.posts recentes

. O estoiro da boiada está ...

. A lógica de um clérigo mu...

. O vídeo da compra dos vot...

. El golazo de Saviola

. A verdade a que temos dir...

. Fez a Prisa muito bem!

. "Caim": O novo romance de...

. Olho neles!

. Um candeeiro alimentado a...

. Uma zanga a sério entre m...

.arquivos

. Dezembro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

.tags

. todas as tags

. 72 virgens ou 72 uvas ? O...

. Daily Show investiga soci...

. Leituras de domingo

. Que faz o MP? Onde pára o...

. D. Januário envergonhado ...

. A História não se repete ...

. Hannibal ad Portas

. Saramago contra as FARC:...

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds