Sábado, 18 de Julho de 2009

Aprovado - Adiado, denúncias em forma de cartazes

 

Aprovado pela Câmara, Aguarda aprovação pela Assembleia, as denúncias espalham-se por Lisboa inteira. Esta foto foi tirada ontem no Largo do Chafariz de Dentro, no coração da Alfama.

Era de prever. António Costa e a Câmara de Lisboa, eleitos nas intercalares de 2007, tiveram de enfrentar a hostilidade militante, a guerrilha, da Assembleia Municipal, de maioria PSD, que ficou de 2005.  Inclusive na aprovação de projectos de recuperação das casas degradadas. O PSD de Lisboa veta o Executivo camarário, e pode fazê-lo, como o mais alto magistrado da Nação guerreia o Executivo nacional e o Parlamento, e está no seu direito de Presidente da República. Não é o PSD que é mau, nem é o Presidente que exorbita: é o sistema que semeou bloqueios por todo o lado, da administração autárquica ao governo do País. O sistema assenta na desconfiança de todos em relação a todos. A falta que faz uma revisão constitucional que dê aos eleitos o poder de governar. E o ónus de responder por isso, sem as desculpas que os cartazes de Lisboa mostram e demonstram.

publicado por JTeles às 01:30
link do post | comentar
Domingo, 24 de Maio de 2009

O PS tem medo de Cavaco

O Presidente vetou pela segunda vez (que mau perder!) uma Lei que impediria o Estado de ser proprietário de jornais. Aparentemente só Alberto João Jardim tinha problemas com isso. Não que o obrigasse a deixar de publicar todas as semanas ao preço de publicidade paga notícias redigidas pelos seus serviços de propaganda na Madeira (no jornal ”O Diabo”, designadamente).

 

Apenas se punha em causa que o Governo Regional pudesse continua a ser o proprietário do jornal de que Jardim foi director. Um jornal da diocese que perdia dinheiro e se arriscava a fechar. E só por isso Jardim resolveu comprar o periódico através do Governo Regional. Uma verdadeira nacionalização dos prejuízos, essa sim. Pois pode continuar a governar e a mandar no seu jornal. O Presidente da República vetou a Lei. E o PS já fez saber que não vai insistir.

 

Não vai insistir na Lei contra a concentração dos media, como não vai insistir no voto presencial dos emigrantes, que o Presidente também vetou. O PS tem medo de Cavaco Silva. E não devia. A firmeza compensa. Se deixam o Presidente mandar na Assembleia então não vale a pena lutar pela maioria absoluta.

 

 

publicado por JTeles às 00:31
link do post | comentar | ver comentários (2)

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Dezembro 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30


.posts recentes

. Aprovado - Adiado, denúnc...

. O PS tem medo de Cavaco

.arquivos

. Dezembro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

.tags

. todas as tags

. 72 virgens ou 72 uvas ? O...

. Daily Show investiga soci...

. Leituras de domingo

. Que faz o MP? Onde pára o...

. D. Januário envergonhado ...

. A História não se repete ...

. Hannibal ad Portas

. Saramago contra as FARC:...

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds